Introdução a Segurança do Trabalho: tudo que você precisa saber!

Foi somente após muitos anos de irregularidades nos mais diversos ramos da indústria, que percebeu-se a importância da segurança no trabalho. Assim, a introdução à segurança do trabalho é imprescindível  para o empregado e para o empregador.

O grande foco da Segurança do Trabalho é a integridade do empregado, mas ela também é muito importante para as empresas. Uma empresa que se preocupa com seus empregados é uma empresa tida como uma “Great Place to Work”, ou seja um bom lugar para trabalhar. Você quer uma introdução à segurança do trabalho? Nós vamos te contar o que é, como é definida e muito mais.

O que é segurança do trabalho?

A segurança do trabalho nada mais é do que um conjunto de medidas e ações preventivas que visam a melhoria da segurança do espaço de trabalho e proteger a integridade dos funcionários. Outra área de atuação da segurança de trabalho é na prevenção e no tratamento de doenças ocupacionais.

Dessa forma, o trabalho envolvido na segurança do trabalho é o de análise de possíveis causas de acidentes e doenças ocupacionais. O objetivo é simples: evitar que novos incidentes acabem prejudicando os colaboradores da empresa.

Apesar de ter como foco os colaboradores de uma empresa, ela também é extremamente benéfica para ambos os lados (empregador e empregado).

Em suma, uma das principais vantagens que a Segurança do Trabalho proporciona é a economia de gastos, já que ações preventivas dispensam os gastos com o tratamento de funcionários e reparo de maquinário, ou até mesmo com processos judiciais.

É importante ressaltar que os profissionais de ST sempre trabalham de forma preventiva, focada em criar um ambiente sadio e livre de acidentes, ou seja, os frutos destes esforços serão colhidos a longo prazo.

Como é definida a segurança do trabalho no Brasil?

Em solo brasileiro, a segurança do trabalho é mais conhecida pelo nome Normas Regulamentadoras – as famosas NRs. Estas normas são alguns decretos e portarias que definem as bases para a execução das mais variadas atividades profissionais.

É fundamental que toda empresa tenha uma equipe de profissionais próprios para a execução das NRs, como médicos, enfermeiros, técnicos e outros profissionais de nível superior das mais diversas áreas. Entretanto, não há um número definido para o tamanho da equipe. Ela pode variar  de acordo com o tamanho de cada empresa.

Introdução a segurança do trabalho: qual o principal objetivo?

Apesar dos inúmeros objetivos da introdução da segurança do trabalho, podemos destacar um deles como principal: melhorar a qualidade de vida dos empregadores e dos empregados, evitando ao máximo possíveis acidentes e doenças ocupacionais, sejam elas temporárias ou permanentes.

Um ponto importante é que, como os objetivos podem mudar de empresa para empresa, não é possível elencar todos aqui. De maneira geral, os objetivos da segurança do trabalho são:

  • Reduzir o número de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho;
  • Garantir a integridade e segurança dos funcionários e dos empregadores;
  • Eliminar condições precárias de trabalho, que podem tornar-se riscos para a integridade dos funcionários, por meio de obrigações que deverão ser cumpridas pelo empregador;
  • Colocar o foco das empresas na saúde dos funcionários, fazendo com que estes tenham maior consciência da importância da prevenção de acidentes;
  • Avaliação e entrega de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), garantindo que a empresa tenha todos os equipamentos necessários para a segurança de seus funcionários;
  • Garantir que os EPIs estejam em perfeito funcionamento e em número suficiente para a demanda da empresa;
  • Promover cursos, palestras, workshops e outros eventos com o foco em apresentar para os funcionários e colaboradores a importância das boas práticas de segurança;
  • Participação da empresa em comissões técnicas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas);
  • Garantir que as empresas sigam adequadamente cada um dos requisitos legais da legislação vigente;
  • Fazer com que as condições de trabalho melhorem, sempre visando o bem estar tanto físico quanto emocional dos funcionários.

Quais as principais atividades de um técnico em Segurança do trabalho?

O técnico em segurança do trabalho é o profissional que irá utilizar as instruções de segurança para garantir que acidentes de trabalho e doenças ocupacionais ocorram. Além disso, administra medidas para proteger a integridade física e mental dos funcionários durante os trabalhos.

Introdução a Segurança do Trabalho

Dentre as funções do profissional de Segurança do Trabalho  estão:

  • Realizar inspeções frequentes tanto no local de trabalho quanto nos equipamentos de proteção individual, com vistas a identificar quaisquer fatores de risco;
  • Propor medidas de prevenção à acidentes e doenças, tendo em vista ocorrências anteriores;
  • Elaborar tanto treinamentos quanto palestras sobre a segurança do trabalho e a sua importância;
  • Elaborar pareceres técnicos informando os riscos encontrados no local de trabalho e orientar os empregadores em relação às medidas de neutralização do problema;
  • Executar tanto os procedimentos de segurança quanto os de higiene, sempre mantendo nota e avaliando os resultados alcançados.

Saiba mais sobre as normas regulamentadoras

As atividades de segurança do trabalho são todas regidas pelo Ministério do trabalho, pela portaria 3.214. A Portaria estabelece um conjunto de 37 normas, decretos e leis, que visam melhorar as condições de trabalho.

Além de normatizar as instruções de segurança do trabalho, as NRs são obrigatórias. São elas  que determinam todo o desenvolvimento dos trabalhos em cada tipo de empresa.

Outra função das NRs é ditar como deve ser dimensionado o quadro de funcionários, as sanções e penalidades que deverão ser impostas aos empregadores que não cumprirem com as leis propostas.

Conheça algumas das principais normas: NR10 e NR35

Cada uma das 37 normas diz respeito a um segmento específico da indústria. Para exemplificar, trouxemos aqui duas das principais NRs, a NR 10 e a NR 35:

  • NR 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade: trata sobre cada uma das obrigações de empresas e funcionários que trabalhem com energia elétrica, sempre com vistas para a redução de incidentes com choques elétricos e outras fatalidades;
  • NR 35 – Trabalho em Altura: define quais são os pré-requisitos para que o empregado possa realizar o trabalho em altura com o máximo de segurança, garantindo sempre a sua integridade física e os equipamentos necessários em casos de quedas e outros possíveis acidentes.

Sua empresa está em dia com as regulamentações da Segurança do Trabalho? Precisa de consultoria especializada para colocar em prática todos os processos necessários? Entre em contato!